Papa Francisco pede que fiéis não sejam ‘cristãos de vitrine’

O papa Francisco pediu hoje que os fiéis da Igreja Católica não sejam “cristãos de vitrine” e trabalhem pela paz.

Ele fez um pronunciamento de cerca de cinco minutos que foi exibido
durante a transmissão de um “terço mundial” rezado simultaneamente em
dez santuários marianos ao redor do planeta.

A basílica do Santuário Nacional de Aparecida, em São Paulo, participa
da celebração durante a programação do dia de Nossa Senhora Aparecida.

“Fazei que não sejamos cristão de vitrine, mas saibamos meter mãos ?
obra para construir com o teu filho Jesus o seu reino de amor, de
alegria e de paz”, disse o papa em sua oração ? Virgem Maria.

No vídeo gravado, Francisco usou como tema de sua pregação a
importância do olhar. “Quantas coisas se podem dizer com um olhar!
Estima, encorajamento, compaixão, amor, mas também censura, inveja,
soberba, até mesmo ódio. Muitas vezes o olhar diz mais que as palavras,
ou aquilo que as palavras não conseguem ou não ousam dizer”, afirmou o
papa.

“Maria nos diz: ‘Olha para o meu filho Jesus, mantém o olhar fixo nele,
escuta-o, fala com Ele. Ele te olha com amor. Não tenhas medo! Ele
ensinar-te-á a segui-lo para dares testemunho dele nas grandes e
pequenas ações da tua vida, nas relações familiares, no teu trabalho,
nos momentos de festa; ensinar-te-á a a saíres de ti mesmo, de ti mesma,
para olhares os outros com amor, não com palavras, mas com obras”,
disse o sumo pontífice.

O terço mundial está sendo apresentado das 14h ? s 17h (horário de
Brasília) a partir do Santuário do Divino Amor, em Roma. Aparecida
participa ao lado de Nazaré (Palestina), Lourdes (França), Vailankanni
(Índia), Czestochowa (Polônia), Nairóbi (Quênia), Banneux (Bélgica),
Akita (Japão), Washington (EUA) e Luján (Argentina).

Entre as orações são apresentados testemunhos de fiéis em Roma.

Em um deles, um médico contou ter se divorciado (o que não é permitido
pela Igreja Católica), trabalhado pela legalização do aborto (o que
também é condenado pelo clero) e integrado a maçonaria antes de se
converter ao catolicismo após ouvir a uma pregação no Santuário de Nossa
Senhora de Lourdes.

Em outro depoimento, o ator Pedro Sarubbi disse ter se tornado católico
após ter participado do filme “A Paixão de Cristo” (2004), de Mel
Gibson.

Ele interpretou Barrabás, o ladrão que a multidão mandou ser libertado
para que Jesus Cristo fosse crucificado. Também há relatos de pessoas
que viveram guerras na África e no Oriente Médio, como uma família
síria.

Os peregrinos em Aparecida assistem ? transmissão em quatro telões
instalados acima ao altar da basílica. Segundo a assessoria do Santuário
Nacional, 10 mil pessoas acompanham o rosário dentro do templo, que tem
capacidade para 30 mil.

Pela manhã, durante a missa solene celebrada pelo cardeal dom Raymundo
Damasceno, arcebispo de Aparecida e presidente da CNBB (Conferência
Nacional dos Bispos do Brasil), a basílica ficou lotada, com fiéis do
lado de fora.

Dom Damasceno estimou em 170 mil pessoas o público que passará pela cidade ao longo de todo o dia. 

Compartilhe