Lula critica cobertura da imprensa ao Bolsa-Família

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva usou de ironia para dizer que a
3ª Conferência Global sobre o Trabalho Infantil não tem sido divulgada
no País. “Eu tinha a impressão de que esse evento estava proibido para a
imprensa, porque um assunto dessa magnitude, com resultados
extraordinários conquistados por muitos países do mundo e no Brasil,
mereceu menos atenção do que qualquer outro assunto mais banal do
noticiário brasileiro”, disse, sem detalhar os temas.

“É uma pena que
muitas vezes as coisas sérias não são tratadas com seriedade. É uma
pena que muitas vezes as coisas banais, as coisas secundárias, sejam
tratadas de forma quase que sensacionalista”, disse.

Ele citou
como exemplo reportagens sobre fraudes no programa Bolsa Família. “Se
tivessem roubado banco, era assaltante roubando banco. Mas como é
assaltante roubando o Bolsa Família, é o Bolsa Família que tem problema.
Estamos acostumamos a tomar bordoada e eles sabem que temos casco de
tartaruga, somos teimosos e estamos no caminho certo”, disse. O
ex-presidente afirmou, ainda, que há preconceito contra os programas que
beneficiam os mais pobres. “Quando a gente dá dinheiro para rico, é
investimento. Quando é para pobre, é gasto”, afirmou.

Lula
discursou na 3ª Conferência Global sobre o Trabalho Infantil, em
Brasília. Antes de falar, o ex-presidente cumprimentou um a um os
adolescentes que participam do evento, deu autógrafos e tirou
fotografias com o grupo, usando boné e óculos escuros dos jovens.

Compartilhe