ACM Neto anuncia ações emergenciais por conta do recorde de chuva

Em função da quantidade recorde de chuva registrada nas últimas 24 horas em Salvador, a Prefeitura adotou uma série de ações emergenciais pra garantir o funcionamento da cidade. As medidas foram anunciadas na manhã desta quinta-feira (10) pelo prefeito ACM Neto, em coletiva na sede da Defesa Civil (Codesal), incluem serviços de limpeza, microdrenagem, poda e retirada de árvores, ordenamento de trânsito, atendimento a famílias desalojadas ou desabrigadas, deslizamento de terra e alagamento de áreas. Além disso, o prefeito anunciou a abertura de licitação para obras de contenção da encosta de Avenida Lafayete Coutinho (Contorno), orçada em R$ 2,1 milhões.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), choveu 140 milímetros nas últimas 24 horas. É o maior índice registrado neste período do ano desde 2005 e bem superior as 114,9 mm de outubro de 2012. Acompanhado dos dirigentes dos órgãos relacionados dos problemas decorrentes da chuva, com os quais se reuniu antes da coletiva, ACM Neto garantiu que todos os esforços estão sendo adotados para minimizar os transtornos ? população.      

?Desde ontem, os órgãos da Prefeitura estão em sinal de alerta e trabalhando durante as 24 horas para atender as demandas referentes ? chuva?, disse o prefeito. Sobre a interdição das suas pistas da Avenida Contorno, ACM Neto explicou que a medida tem efeito preventivo. ?Um estudo realizado em parceria cm a Universidade Federal da Bahia determinou que, para evitar riscos, as vias próximas ao local onde houve deslizamento de terra devem ser interditadas quando os níveis de chuva superarem os 15 mm, o que ocorreu nas últimas horas?, revelou. O prefeito ressaltou que, com a obra na encosta, o problema terá uma solução definitiva.

Equipes em plantão – Até esta manhã desta quinta-feira (10), foram registradas cerca de 90 ocorrências por conta da chuva. As principais foram deslizamentos de terra, alagamento de área, alagamento de imóvel, queda de árvores e ameaça de desabamento. No caso do desabamento de uma casa ocorrido no bairro do Pau da Lima, a família já está sendo assistida pela Prefeitura. Houve ainda alagamento da Avenida Luis Vianna (Paralela) e nos bairros de Valéria, Águas Claras, Sussuarana, Cajazeiras e Calçada, e queda de árvore que comprometeram o fluxo do trânsito na Avenida Juracy Magalhães Jr (Lucaia) e na Ladeira da Cruz da Redenção, em Brotas.

Vinte por cento da rede de semáforos da cidade apresentaram defeito. O prefeito assegurou, entretanto, que em breve será realizada licitação para renovação de toda a rede.

No momento, o foco da Prefeitura são as ações emergenciais das equipes de plantão por órgão. Na Limpurb, o trabalho vai contar atuação de 320 homens, 10 caminhões, 41 caçambas e pás-carregadeiras. O Setor de Áreas Verdes da Superintendência de Conservação e Obras Públicas (Sucop) vai atuar com 51 pessoas, quatro carros, 12 caminhões com carroceira, dois caminhões  muk e uma motoserra.

Com a chuva, a Operação de Pavimentação Asfáltica foi suspensa e a Sucop fará a cobertura das áreas mais atingidas com asfalto frio, utilizando uma pá-escavadeira, caçambas e pá-niveladora. Segundo o prefeito, as obras definitivas retornarão assim que as chuvas passarem.

Na microdrenagem, a Prefeitura trabalha com 60 homens, dois jatos, quatro caçambas, três retroescavadeiras e uma escavadeira. A Secretaria Municipal de Promoção Social atua na assistência ? s famílias atingidas pela chuva com a doação de cesta básica, colchões, cobertores e auxílio-moradia para quem tiver que abandonar seus imóveis. A Codesal mantém suas equipes trabalhando 24 horas e atendendo pelo telefone 199 para registrar e dar andamento ? s ocorrências.

Compartilhe