Quatro jogadores do Vitória são acusados de estupro

Quatro jogadores do Vitória estão sendo acusados de estuprar uma
mulher de 44 anos no hotel em que o clube esteve hospedado, em Curitiba,
no Paraná. O ato teria acontecido na madrugada desta segunda-feira,
depois da vitória do time sobre o Atlético-PR por 5 a 3, neste domingo. A
suposta vítima prestou depoimento na Delegacia da Mulher na tarde desta
segunda-feira, e foi encaminhada para exames de corpo e delito. O caso
poderá levar mais de uma semana para ser definido.

“Só terei uma definição dentro de dez a 15 dias, quando sai o
resultado do exame bioquímico. Seria prematuro e irresponsável afirmar
se houve ou não o crime e dar uma definição agora. Ainda faltam
provas”, disse a delegada Márcia Rejane Vieira Marcone.

Em entrevista ? “Rádio Banda B”, a mulher afirmou que estava em uma
casa noturna com a namorada de um atleta do Vitória. Durante a
madrugada, ambas foram até o hotel. “Eles me estupraram. Ficaram
revezando. Um saía do quarto, e outro entrava”, disse a mulher,
chorando. Em seguida, ela afirma ter se jogado em frente a um carro para
pedir socorro, por volta de 6h30, quando conseguiu deixar o hotel.

O diretor de futebol do Vitória, Raimundo Queiroz, desmentiu o
suposto estupro ao site “Bahia Notícias”. “Não aconteceu nada. É
mentira. As mulheres estavam bêbadas e foram levadas para a delegacia.
Ela nem sabe qual é o nome dos jogadores”, disse.

No Twitter, a delegação do Vitória negou a violência sexual. “Não
ocorreu nada. Simplesmente uma pessoa bêbada tentou se aproveitar de
algo que não existiu. Ninguém teve contato com ela”.

A delegada também solicitou imagens do circuito interno do hotel onde
teria ocorrido o crime e também vai escutar os funcionários. A
definição e um eventual indiciamento de jogadores só sairão com a
investigação dos materiais, com o segundo depoimento da vítima e o
resultado dos exames.

Compartilhe