Quadrilha tinha dois policiais como líderes

Autores de um triplo homicídio, ocorrido no dia 4 de agosto deste ano, na localidade do Inferninho, os irmãos Maurício e Claudemir Barbosa Almeida, de 26 e 21 anos, foram apresentados ? imprensa, na tarde desta segunda-feira (30), no auditório do Departamento de Homicídios e Proteção ? Pessoa (DHPP), na Pituba. Motivado pela rivalidade entre quadrilhas, o delito teve como vítimas os traficantes Fabrício Magno Ferreira, Rodolfo Souza de Oliveira e Elinaldo Leandro Santos, mortos com vários disparos de arma de fogo.

Maurício e Claudemir foram flagrados na sexta-feira (27), por equipes das polícias Civil e Militar, que cumpriram mandado de busca e apreensão na casa onde residem, na Boca do Rio. No imóvel, havia 900 gramas de cocaína e R$ 1,4 mil. Eles participam de um bando, com origem na Boca do Rio e atuando em vários bairros da capital, sob a liderança dos irmãos gêmeos Jaílton e Jair de Oliveira Brandão, de 42 anos, presos também na sexta-feira, em cumprimento a mandado de prisão temporária.

Jaílton é investigador da Polícia Civil, lotado na Delegacia para o Adolescente Infrator (DAI), e Jair é sargento da 10ª Companhia Independente da Polícia Militar (Candeias). A pistola ponto 40 e dois coletes balísticos da instituição em poder do investigador foram apreendidos. Os irmãos já estão custodiados em suas respectivas corregedorias, que acompanham desde o início todo o trabalho de investigação.

Nas residências de Jaílton e Jair, também na Boca do Rio, foram apreendidos três carros roubados: dois Merivas (um cinza, placa JPQ-9879, e outro branco, placa KEG-2761) e um Corsa Sedan cinza, placa JRW-9046, localizado numa oficina mecânica no bairro do Bom Juá.

Segundo o titular da Delegacia de Homicídios Múltiplos (DHM), delegado Odair Carneiro, os dois Merivas possuem as mesmas características dos veículos utilizados em incursões veladas, feitas pela Polícia Militar. ?O objetivo do bando era atrapalhar as investigações e responsabilizar a PM pelas mortes?, afirmou.

A apresentação foi conduzida pelos delegados Odair Carneiro, titular da Delegacia de Homicídios Múltiplos (DHM), Glauber Uchiyama, do Departamento de Narcóticos (Denarc), Daniel Menezes, do DHPP, e Rogéria Araújo, titular da 9ª Delegacia Territorial (Boca do Rio), que contaram aos jornalistas os detalhes da operação responsável pela prisão dos criminosos.

Outro delito atribuído ao bando é o duplo homicídio de Daniel de Jesus Santos e Fabrício Silva Sacramento, no dia 23 de setembro. Maurício e Claudemir foram autuados em flagrante por tráfico de drogas, enquanto Jaílton e Jair foram indiciados por homicídio e tráfico. As drogas e os veículos foram encaminhados para exames periciais no Departamento de Polícia Técnica (DPT).

Compartilhe