Prefeito e ministro visitam Subúrbio e cumprimentam novos médicos

O prefeito ACM Neto, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, e o secretário municipal da Saúde, José Antônio Rodrigues Alves, visitaram hoje (27) duas unidades no Subúrbio que receberam profissionais do Mais Médicos. Primeiro foi a Unidade de Saúde da Família (USF) Nova Constituinte, onde estão trabalhando o médico português Raul dos Reis Ramalho e o angolano Francisco Manoel Pegado, que tem experiência em Portugal. Em seguida, visitaram a USF Alto do Cruzeiro, que recebeu a médica brasileira Helenita Yolanda Monte de Hollanda.

O ministro elogiou a estrutura montada pela Prefeitura para receber os profissionais, destacando que é essencial oferecer um ambiente adequado para que as pessoas sejam atendidas no seu bairro, sem realizar grandes deslocamentos. ?Vejo que a infraestrutura chegou antes mesmo do profissional. São médicos capacitados que vão trazer resultados imediatos e positivos para a comunidade, que será atendida aqui mesmo, sem que precise ir para o centro da cidade?, afirmou.

O prefeito afirmou que somará esforços ? iniciativa do governo federal com a convocação de concursados da área. ?Os médicos chegaram e foram muito bem recebidos. Essa parceria com o governo federal vai permitir melhorar a qualidade do atendimento médico na cidade. A Prefeitura vai convocar, até dezembro, concursados do município para que todas as unidades de saúde funcionem com médicos até fim do ano. Além do esforço do programa Mais Médicos, o município está convocando seus profissionais para garantir funcionamento pleno nas unidades?.

Reformas ? As USFs de Nova Constituinte e Alto de Cruzeiro foram entregues na segunda e terça-feira (23 e 24), respectivamente, totalmente reformadas. Em Nova Constituinte, serão atendidas 250 pessoas por dia, e em Alto do Cruzeiro, a expectativa é que recebam atendimento outras 350. A Prefeitura entregará até o final do ano 17 unidades completamente reformadas e equipadas apenas no Subúrbio. Em toda a cidade, serão cerca de 50 unidades requalificadas. A iniciativa integra o Programa de Requalificação da rede lançado no primeiro semestre, que prevê mudar a realidade de 70% dos postos de saúde até dezembro.

Compartilhe