Obras de requalificação da Barra começam na próxima semana

Depois da Ribeira e da Boca do Rio, agora é a vez da região da Barra passar por uma intensa intervenção, dentro do projeto de requalificação da Orla promovido pela Prefeitura do Salvador. Empresa vencedora da licitação, a Odebrecht está responsável pela elaboração do projeto básico e executivo, além da execução das obras, previstas para serem finalizadas no primeiro semestre de 2014. O resultado foi publicado no Diário Oficial do Município (DOM) desta segunda-feira (23) e o valor total da intervenção é de R$57.705.106. Já no próximo sábado (28) serão feitas as alterações no trânsito em função das obras, conforme comunicado enviado anteriormente.

Uma das novidades do projeto é a implantação do piso compartilhado para veículos e pedestres, feito em concreto e com modelo intertravado usando toda a largura da rua, com dutos subterrâneos de serviços. Está prevista no espaço a definição de faixas compartilhadas para bicicletas, caminhadas e para pessoas com dificuldades de locomoção (piso tátil), além da implantação de bancos em todo o trecho, rampas de acesso ? praia, quiosques para informações turísticas e para comércio de coco e acarajé, sanitários públicos e posto salva-vidas.

Além disso, a região da Barra vai ganhar novo paisagismo, iluminação cênica, sinalização visual e turística. O modelo, que já existe em cidades dos EUA e da Europa, terá velocidade dos veículos de apenas 20 quilômetros por hora. Os recursos são do governo federal, através do Prodetur, e da Prefeitura.

Projeto – O projeto total de revitalização da Orla de Salvador, orçado em aproximadamente R$111 milhões, prevê implantação de 50 mil m² de novas calçadas, 16 mil m² de espaço compartilhado entre pedestres e carros, seis quilômetros de ciclovias, dez quilômetros com nova iluminação pública, além de quadras, praças e restaurantes. As intervenções devem ser concluídas até maio de 2014, antes do início da Copa do Mundo, e foram divididas em nove trechos: São Thomé de Paripe, Tubarão, Ribeira, Barra, Jardim de Alah/Armação, Rio Vermelho, Boca do Rio, Piatã e Itapuã. Os recursos já estão assegurados.

Compartilhe