Marina diz não ter plano B se registro for negado

A ex-senadora Marina Silva disse neste domingo (22) que não trabalha
com um ?plano B? para manter o seu projeto político para as eleições de
2014, caso o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não aprove a criação do
partido político Rede Sustentabilidade. ?Isso [plano B] não existe.
Temos um plano A, estamos confiantes na integridade do trabalho que
fizemos , mobilizando milhares e milhares de pessoas, milhares de
pessoas que assinaram e estão acompanhando o processo [de criação da
Rede]?, disse Marina ao final de uma reunião de dois dias da Comissão
Nacional Provisória da Rede, em Brasília.

Na semana passada, o Ministério Público Eleitoral enviou ao TSE um
parecer em que afirma que a Rede Sustentabilidade só conseguiu comprovar
20% das assinaturas necessárias para criação do partido. Segundo o
documento, “foi até agora demonstrado apoio em número de 102.707
assinaturas validadas, em quatorze estados e no Distrito Federal”. O MP
destaca que, para o partido ser aprovado, deve apresentar 482.900
assinaturas.

De acordo com Marina, cerca de 340 mil assinaturas já foram
encaminhadas ao TSE e aguardam apenas a contagem para ser somadas ? s
102.707 já confirmadas pelo Ministério Público. Além disso, afirmou,
outras 80 mil assinaturas estão em cartórios espalhados pelo país e
devem ser encaminhadas ainda nesta semana ao TSE. Para concorrer ? s
eleições do ano que vem, a legenda, que pode ter Marina como candidata ?
Presidência da República, deve ter a criação aprovada pelo plenário do
tribunal eleitoral até 5 de outubro. Até lá, o TSE só tem mais quatro
sessões, nos dias 24 e 26 de setembro, e em 1º e 3 de outubro.

Compartilhe