Itamaraty autoriza volta ao trabalho de diplomata que retirou senador boliviano

O Itamaraty autorizou, nesta quinta-feira, a volta ao trabalho do
diplomata encarregado de Negócios do Brasil na Bolívia, Eduardo Saboia. O
brasileiro é responsável pela retirada do senador boliviano Roger Pinto
Molina da cidade de La Paz, capital da Bolívia. Saboia estava afastado
desde a chegada do boliviano ao Brasil, em agosto.

Em nota, a assessoria do Ministério das Relações Exteriores informou
que ele será chamado para se apresentar ao ministério até 30 de
setembro, e que a previsão para a retomada dos trabalhos é dia 1º de
outubro.

O diplomata está sendo investigado em sindicância por quebra de
hierarquia, em um episódio que gerou crise diplomática. A defesa afirma
que a conduta de Saboia não foi ilegal e afirma que o pedido de volta ao
trabalho demonstra sua dedicação ? nação, já que está recebendo salário
sem trabalhar.

 “Não há nada de irregular na conduta do diplomata que o afaste das
suas atividades normais de trabalho. Por isso, foi solicitado o retorno.
Ele está em Brasília desde a chegada do senador [boliviano] ao Brasil”,
disse o advogado Ophir Cavalcante Junior, que defende Saboia.

Compartilhe