Conheça Luiz Alberto Figueiredo, substituto de Patriota

O substituto de Antonio Patriota no Ministério das Relações
Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo, é advogado, tem 58 anos e, desde
2005, ganha destaque no processo de regime de mudanças climáticas no
Brasil. Figueiredo é o embaixador do país junto ? ONU e foi o
negociador-chefe do país na Conferência das Nações Unidas sobre o
Desenvolvimento Sustentável (Rio+20).

A presidente Dilma Rousseff teria se impressionado com a atuação de
Figueiredo no comando da cúpula e o indicou para ser o representante
brasileiro na ONU. Com a ida dele para o Itamaraty, Patriota assumirá o
cargo nas Nações Unidas.

O novo ministro é conhecido pela fama de ser um negociador duro,
porém eficiente, instrospectivo, paciente e estrategista. Ele se destaca
pela habilidade em liderar longas negociações sem demonstrar
impaciência e desgaste. Figueiredo é nascido no Rio de Janeiro, formado
na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) e tornou-se diplomata
pelo Instituto Rio Branco em 1980.

Figueiredo ocupou cargos nas embaixadas do Brasil em vários países,
como Chile, Estados Unidos e Canadá. Participou também da Missão
Permanente das Nações Unidas em Nova York.

Antonio Patriota pediu demissão do cargo na segunda-feira após trazer
ao Brasil o senador boliviano Roger Pinto Molina, que estava asilado
havia um ano na embaixada brasileira em La Paz. Molina chegou ao Brasil
em um carro oficial brasileiro, mesmo sem ter autorização do governo
boliviano para deixar o país.

O então ministro das Relações Exteriores já vinha se desentendendo
com Dilma e este fato foi considerado como a gota d’água para que sua
permanência no Itamaraty se tornasse insustentável. A atitude de
Patriota foi classificada pelo governo boliviano como uma quebra de
hierarquia e do princípio internacional do asilo.

Compartilhe