Hilton diz que ACM Neto ?faltou com a palavra?

O vereador Hilton Coelho (PSOL) recebeu de funcionários públicos municipais a denúncia de que o acordo firmado entre as entidades sindicais e a Prefeitura de Salvador, no dia 3 de julho, para encerrar a greve da categoria, não está sendo cumprido.?O cumprimento da palavra empenhada é um dos instrumentos mais importantes para que exista negociação transparente e que exista confiança mútua?, argumentou.

Além do atraso para envio dos projetos de lei referentes ? campanha salarial de 2013 dos servidores públicos e as propostas normativas, que só chegaram ? Câmara Municipal no dia 15 de agosto, frisou o vereador, as matérias ainda serão submetidas ? deliberação dos vereadores antes de serem sancionadas pelo prefeito. ?E eles não correspondem ao que foi negociado, isso é inadmissível”, reagiu o socialista.

Questões gerais

A direção do Sindicato dos Servidores da Prefeitura de Salvador (Sindseps) informou ao vereador que avalia qual será sua proposta para a categoria e solicita ? Câmara Municipal que modifique os pontos contrários.

“Fomos informados que durante uma negociação recente, se é que pode ser assim chamada, o secretário de Gestão, Alexandre Paupério, afirmou textualmente que não seria admitida nenhuma mudança nos projetos que se encontram no Legislativo. Isso é de um autoritarismo tão grande que merece o repúdio da sociedade. Estamos em contato com as vereadoras e vereadores da Casa para termos uma ação conjunta e unitária em defesa dos servidores”, afirma Hilton Coelho.

Os projetos de lei tratam questões gerais dos servidores junto com situações específicas, a exemplo dos avanços do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e do acordo fechado com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB).

Hilton Coelho destaca que no dia 7 de agosto o secretário de Urbanismo e Transportes, José Carlos Aleluia, ?também de forma autoritária, uma marca desta gestão, chamou de ‘molecagem’ a atuação do Movimento Passe Livre (MPL) que ocupava a Câmara Municipal?. Na sua minha opinião, esse termo incorreto utilizado pelo secretário fica bem em quem não cumpre acordos:?Estamos atentos e em parceria com as entidades representativas dos servidores municipais exigimos uma solução e, mais do que isso, que se cumpra acordo fechado na base da confiança, caso contrário ACM Neto mostrará que futuras negociações não terão mais nenhuma credibilidade”.

Compartilhe