Manifestantes ocupam câmara e presidente da Casa pede que se retirem

Manifestantes ocuparam o plenário da Câmara dos Deputados por volta
de 18h desta terça-feira. No grupo, estão policiais e bombeiros que
reivindicam a aprovação da Proposta de Emenda ? Constituição (PEC) 300,
que estabelece um piso nacional para as categorias, além de pessoas com
opiniões divididas sobre os vetos da presidente Dilma Rousseff ao Ato
Médico.

O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, condenou o ato no
local de votação dos deputados: “Esse plenário aqui exige respeito. Esse
tipo de comportamento não é respeitoso nem democrático, não é assim que
vão conquistar os votos desse plenário. (…) Eu faço um apelo para que
de forma respeitosa se retirem desse plenário, porque quem tem a perder
são aqueles que querem ver esta matéria votada”, disse.

Respondido com vaias de policiais e bombeiros, o presidente da Casa
suspendeu a sessão por cinco minutos, e os manifestantes deixaram o
plenário pacificamente. Alves disse que se reuniu hoje com um grupo e
havia assumido o compromisso de votar a PEC 300/08. “Pedi a eles o prazo
para até o dia 16 de setembro encontramos uma alternativa para colocar
em votação”, declarou. Os manifestantes reivindicam a votação imediata
da proposta.

Compartilhe