Comissão da PEC deve ser instalada na quarta-feira

A comissão especial da Câmara dos Deputados que vai analisar a proposta
de emenda ? Constituição que institui o voto aberto nos processos de
cassação de mandato parlamentar deverá ser instalada na próxima
quarta-feira, quando será eleito o presidente e designado o relator. As
informações são da Agência Câmara.

A comissão foi criada por ato do presidente da Câmara, Henrique Eduardo
Alves, em 26 de junho passado, mas só recebeu ontem a indicação dos
integrantes de todos os partidos.

Como alguns partidos não haviam indicado os seus representantes para
compor a comissão, Alves fez um apelo aos líderes dessas legendas, na
reunião do colégio de líderes da última terça-feira para que fossem
feitas as indicações e prometeu que se isso não ocorresse, ele indicaria
os deputados desses partidos para integrarem a comissão.

Todos os 21 integrantes titulares do colegiado já foram indicados e a comissão poderá ser instalada e começar seus trabalhos.

O líder do PSOL, deputado Ivan Valente (SP), e o líder do PSDB,
deputado Carlos Sampaio (SP), pediram por diversas vezes a Alves para
fazer as indicações para que a comissão começasse a funcionar.

Ivan Valente comemorou a indicação e lembrou que tem muito trabalho a
ser feito. “Agora, o trabalho tem que ser célere, para ser elaborado o
parecer e enviado ao Plenário da Casa para acabar com o voto secreto,
pelo menos nos processos de cassação”, disse.

A comissão tem até 40 sessões ordinárias da Câmara para debater a
matéria, elaborar e votar o parecer do relator. Se aprovado, a matéria
segue para discussão e votação no Plenário em dois turnos.  

Compartilhe