Dilma deve levar questão de espionagem ? ONU

Em audiência pública na Câmara dos Deputados, o ministro das
Comunicações, Paulo Bernardo, defendeu que a espionagem realizada pelos
Estados Unidos deve ser levada a instâncias internacionais. “Não estamos
satisfeitos com os esclarecimentos prestados por John Kerry. Minha
previsão é de que presidenta Dilma deve levar assunto ? ONU”, disse o
ministro.

“Essas espionagens não são apenas para combater terrorismo. Envolvem
questões de espionagem industrial, comercial e diplomática”, criticou
Paulo Bernardo. Ele também destacou a importância do diálogo: “A
resposta política não seria o ministro Patriota, das Relações
Exteriores, se engalfinhar com Kerry. Vamos abrir negociação porque esse
assunto está afetando todos os cidadãos do mundo. Vamos continuar
mostrando nossa discordância e que não vamos aceitar isso”.

Os ministérios das Comunicações e da Justiça comandam a equipe de
especialistas, designada pelo governo, para coletar dados nos Estados
Unidos e no Brasil em busca de solução para encerrar o impasse relativo
ao monitoramento de dados por agências norte-americanas. Nesse sentido,
Paulo Bernardo anunciou a criação de um centro de certificação para
avaliar equipamentos importados que possibilitem espionagem na rede.

Na terça, Kerry avisou que os Estados Unidos não vão parar com o
monitoramento a cidadãos no país e no exterior, apesar da cobrança
explícita do ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota. O
secretário de Estado argumentou que o esquema de espionagem faz parte do
sistema de segurança nacional norte-americano para garantir a proteção
dos cidadãos, e diz esperar que os brasileiros “entendam e aceitem”.

Compartilhe