Cassol diz que vai recorrer da condenação

O líder do PP no Senado, Francisco Dornelles (RJ), afirmou em reunião
da Comissão de Constituição e Justiça da Casa que o senador Ivo Cassol
(PP-RO) vai recorrer da decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) que o
condenou a quase cinco anos de prisão por crimes cometidos quando ele
foi prefeito de Rolim de Moura (RO), entre 1998 e 2002.

De acordo com informações da Agência Senado, Dornelles disse que a
declaração de Cassol foi feita em um encontro realizado ontem entre os
dois parlamentares.

Segundo Dornelles, o senador condenado vai apresentar embargos
(recursos) ? decisão do Supremo e acredita que as medidas serão
acatadas. Caso isso não aconteça, Cassol “tomará decisão que crie o
menor constrangimento aos senadores e ao Senado”, afirmou o líder do
partido.

Condenação
Segundo o entendimento unânime dos ministros do STF, Ivo Cassol fraudou
licitações no município e direcionou processos a empresas ligadas a
pessoas de sua proximidade.
Ele foi o primeiro senador da história a ser condenado pela corte.

O Supremo também condenou o ex-presidente e o ex-vice-presidente da
comissão de licitações de Rolim de Moura, Salomão da Silveira e Erodi
Matt, respectivamente. Tal como

Cassol, eles pegaram 4 anos, 8 meses e 26 dias de prisão sob a acusação de fraude em licitações.

Caso a condenação seja mantida depois das apelações, os três cumprirão a
pena em regime semiaberto, quando é possível deixar o presídio durante o
dia. 

Compartilhe