Wagner Moura recebe elogios da imprensa internacional

Conhecido pelo talento na teledramaturgia e no cinema brasileiros,
Wagner Moura tem conquistado a crítica também fora do país. O ator foi
elogiado pelo jornal americano New York Times por sua atuação no
longa-metragem de ficção científica Elysium.

A especialista em cinema Manohla Dargis foi quem opinou sobre toda a
produção e definiu a atuação de Wagner como “fantástica”. Embora não
tenha gostado da produção, ela também fez uma avaliação positiva do
trabalho do protagonista, Matt Damon, dizendo que sua atuação “impede
que o filme afunde”.

A publicação San Francisco Chronicle, por sua vez, detalhou como
observa a atuação do brasileiro. “Um misto de bom e mau, um homem
lidando com várias tensões e compromissos. É uma performance, rica,
colorida e baseada em um papel bem escrito”, definiu o crítico Mick La
Salle.

O crítico-chefe da revista Variety, Scott Foundas, afirmou que Wagner
possui “grandiloquência da atuação” e o comparou ao ator porto-riquenho
Raul Julia (1940-1994).

Já o site especializado em cinema Rotten Tomatoes deu ao Elysium 66% de
críticas positivas. Nada mal, mas está abaixo do filme Distrito 9, que
recebeu 90% e também foi escrito e dirigido por Neill Blomkamp.

O Chicago Tribune avaliou de maneira positiva Alice Braga, menos citada
pelos artigos. Apesar do pouco tempo de cena, ela é vista como um bom
par romântico para Matt.

Com também Jodie Foster no elenco, o filme avança no tempo para o ano
de 2154, quando a humanidade está dividida em duas classes bem
diferentes: os ricos vivem em uma estação espacial chamada Elysium,
enquanto os demais tentam sobreviver em uma Terra abandonada e
superpovoada.

Matt Damon interpreta Max da Costa, um ex-presidiário doente que
precisa ir para Elysium para se curar. Para a viagem clandestina ser bem
sucedida, ele conta com a ajuda de Spider, Wagner – especializado em
transportar ilegais até onde os ricos vivem.

Compartilhe