Atlético-PR faz 1 a 0 no Bahia e vence a quarta seguida

O Atlético Paranaense manteve a boa fase e com um jogador a mais no segundo tempo conquistou  a sua quarta vitória consecutiva, nesta quarta-feira, contra o Bahia por 1 a 0, no estádio Durival de Britto, em Curitiba (PR), pela 12.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado deixa o time rubro-negro com 19 pontos, entre os primeiros colocados, enquanto que o baiano permanece com os mesmos 19 pontos e perde a chance de entrar no G4. O gol atleticano saiu apenas na segunda etapa, aos 36 minutos, com Paulo Baier.

O Atlético iniciou a partida sufocando o Bahia em seu próprio campo. Nos primeiros minutos, o time rubro-negro já havia criado duas oportunidades de gols explorando o lado esquerdo com Delatorre, que levava vantagem sobre o ala direito baiano Madson. A equipe baiana conseguiu respirar somente aos 26, quando Fahel se livrou da marcação e chutou com perigo no gol de Wéverton.

Mesmo com o domínio do jogo e com maior posse de bola, o time da casa não conseguia concluir suas jogadas, que paravam na barreira armada em frente a área baiana. Na tentativa de abrir espaços, o Atlético voltou a explorar seu lado esquerdo e no final do primeiro tempo Madson facilitou o trabalho ao entrar de forma violenta em Zezinho e receber o cartão vermelho direto.

Para a segunda etapa, o técnico Cristóvão Borges deixou clara a sua estratégia para o Bahia. “Vamos explorar o contra-ataque, agora está mais difícil, mas vamos nos organizar”, disse. O treinador resolveu trocar Marquinhos, que criava as jogadas do Bahia, por Neto, que ocupou a ala direita.

O time baiano ficou apenas esperando o Atlético, que não conseguia furar a retranca. A estratégia, porém, durou até os 36 minutos, quando Delatorre escorou um cruzamento para Paulo Baier, que de virada chutou sem chances para Marcelo Lomba.

O Bahia ainda voltaria a assustar aos 39 minutos, quando Wallyson perdeu o gol na frente de Wéverton, sem marcação. Sem poder de reação, os baianos viram o Atlético administrar o resultado até o final da partida.

Na opinião do goleiro Wéverton, o time não pode se empolgar com a série de vitórias e deve manter a mesma seriedade. “Temos que ter os pés no chão, futebol é momento e precisamos estar focados para irmos longe neste campeonato”, concluiu.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-PR 1 x 0 BAHIA

ATLÉTICO-PR – Wéverton; Léo (Carlos Alberto), Manoel, Luiz Alberto e Pedro Botelho (Elias); Bruno Silva, Zezinho, Felipe (Éderson) e Paulo Baier; Marcelo e Delatorre. Técnico: Vagner Mancini.

BAHIA – Marcelo Lomba; Madson, Rafael Donato, Titi e Raul; Rafael Miranda, Fahel e Hélder; Wallyson (Obina), Marquinhos (Neto) e Souza (Talisca). Técnico: Cristóvão Borges.

GOL – Paulo Baier, aos 36 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Bruno Silva e Zezinho (Atlético-PR); Rafael Miranda (Bahia).

CARTÃO VERMELHO – Madson (Bahia).

ÁRBITRO – Célio Amorim (SC).

RENDA – R$ 106.690,00.

PÚBLICO – 8.656 pagantes.

LOCAL – Estádio Durival de Britto, em Curitiba (PR).

Compartilhe