Câmara de Salvador aprova voto aberto e mantém vetos do prefeito

Em sessão ordinária que durou mais de oito horas, a Câmara Municipal de Salvador aprovou, por unanimidade, nesta terça-feira (6), o segundo turno do projeto de emenda ? Lei Orgânica do Município, de autoria do presidente da Casa Legislativa, o vereador Paulo Câmara (PSDB), que institui o voto aberto no Poder Legislativo. O primeiro turno do projeto foi aprovado no dia 10 de julho, também por unanimidade, pelos vereadores de Salvador.

O presidente da Câmara comemorou a segunda e definitiva etapa da aprovação. ?Esta Casa mostra que segue em sintonia com os anseios do povo. Esta é uma necessidade nacional, que transcende qualquer militância partidária, e que passa pelo comportamento do legislador e pela transparência dos atos?, festejou Paulo Câmara.

Empréstimo

O projeto da Prefeitura de Salvador solicitando autorização para contrair um empréstimo de R$ 50 milhões junto ? Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desenbahia), para aplicar na requalificação asfáltica de Salvador, enviado pelo Executivo Municipal ? Câmara no dia 19 de julho, também foi aprovado pelos vereadores na noite desta terça-feira (6). Entre as avenidas que serão contempladas com as obras de requalificação asfáltica com os recursos disponibilizados, de acordo com a prefeitura, estão as avenidas Juracy Magalhães Júnior (retorno, sentido Iguatemi/Rio Vermelho), Antonio Carlos Magalhães, o complemento da orla, além de ruas localizadas em diversos bairros da periferia e do Subúrbio Ferroviário.

Vetos

Além do projeto que visa dar transparência ? s ações dos legisladores de Salvador e o empréstimo da prefeitura, os vereadores também votaram vetos do prefeito ACM Neto. Entre as propostas vetadas, a cobrança de 5% do Imposto Sobre Serviço (ISS) ? s incorporadoras e o que proíbe a venda de animais em pet shops.

Compartilhe