Mantega: Paulo Nogueira equivocou-se ao negar apoio ao FMI

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, manifestou hoje (1º) apoio ao
plano de socorro ? Grécia. Em conversa por telefone com a diretora
gerente do Fundo Monetário Internacional, Christine Lagarde, Mantega
disse que o diretor executivo do FMI, Paulo Nogueira Batista Jr., que
representa o Brasil e outros dez países da América Latina e do Caribe
naquele órgão, equivocou-se em negar apoio ao FMI sem autorização do
ministério.

Nesta semana, onze países da América Latina se recusaram a apoiar a
decisão do FMI, de manter o financiamento ? Grécia, citando riscos de
calote. Por meio de nota publicada ontem (31), o representante
brasileiro revelou que a abstenção dos países foi justificada da
seguinte forma: ?Os recentes desenvolvimentos da Grécia confirmam alguns
de nossos piores temores?.

Batista Jr. destacou ainda que a ?implementação (das medidas de
recuperação) tem sido insatisfatória em quase todas as áreas;
estimativas de crescimento e da sustentabilidade da dívida continuam
excessivamente otimistas.”

Segundo a assessoria do Ministério da Fazenda, o voto ?foi feito sem
consulta e sem autorização de Mantega?. Paulo Nogueira Batista Jr. foi
chamado ao Brasil pelo ministro para dar explicações sobre o ocorrido.

Na última segunda-feira, o fundo aprovou a liberação de US$ 1,7
bilhão como parte de um programa de restruturação econômica que inclui
também aportes da União Europeia e do Banco Central Europeu ? em
conjunto, eles compõem a chamada Troika. O novo crédito eleva para US$
37,6 bilhões o total de empréstimos do FMI ao país.

Compartilhe