Brasil não está preparado para negro na presidência, diz Barbosa

Em entrevista ao jornal O Globo, o presidente do Supremo Tribunal
Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, negou que seja candidato para a
presidência em 2014 e afirmou que o País ainda não está preparado para
um presidente negro. Segundo ele, ainda há “bolsões de intolerância”
que, “no momento em que um candidato negro se apresente, se insurgirão
de maneira violenta contra esse candidato”.

Barbosa afirmou que nunca pensou em se envolver com política e que não
tem laços com qualquer partido. Ele atribuiu a manifestações espontâneas
da população o fato de seu nome ter aparecido em pesquisas eleitorais
recentes. Apesar de negar a candidatura, ele diz que já há campanhas na
mídia contra sua pessoa e tentou esclarecer duas polêmicas recentes em
que seu nome esteve envolvido.

Barbosa negou que não teria cumprimentado a presidente Dilma Rousseff
durante evento com o Papa no Rio de Janeiro, afirmando que conversou
longamente com a mandatária naquela ocasião. Ele também questionou a
divulgação da compra de um imóvel em Miami, dizendo se tratar de um
apartamento modesto comprado com o seu dinheiro, sem qualquer
irregularidade.

De acordo com a Folhapress, Barbosa foi submetido a um procedimento de
rotina em um hospital de Brasília, na manhã de sábado, para tratamento
de dores nas costas. 

Compartilhe