Açougueiro morto portava droga e tinha perdido a mulher dias atrás em Itamaraju

O delegado Gean Nascimento, titular da Polícia Civil de Itamaraju, tem pela frente o desafio de apurar duas mortes cercadas de mistério ocorridas na cidade. Primeiro foi a morte de Andreia Gonçalves dos Santos, 32 anos, encontrada sem sinais vitais na noite de quarta-feira do último dia 10 de julho, no interior de sua própria casa, localizada ? rua Canavieiras, nº 847, bairro Cristo Redentor. Vizinhos da casa onde a mulher foi encontrada morta, estranharam o caso.

E para levantar ainda mais suspeitas, na tarde deste domingo (28), na mesma casa, foi assassinado o açougueiro Nilton Sérgio Santos Almeida, de 38 anos, esposo de Andreia. A vítima foi surpreendida por um elemento armado, que se aproximou e disparou várias vezes em sua direção, atingindo-o nas costas, braço esquerdo, face, e abdômen. Na sequência o atirador fugiu do local usando uma motocicleta. Na manhã desta segunda-feira (29) o Teixeira News conseguiu apurar, que durante os exames de necropsia no IML de Itamaraju, foram encontradas três pedras de crack em um dos bolsos da bermuda do açougueiro morto.

O laudo indicando a causa da morte de Andreia ainda não foi disponibilizado ? imprensa. Esse documento é considerado essencial para indicar a linha de investigação da polícia acerca das duas mortes, já que definirá se a mulher foi vítima de alguma violência ou se morreu de causas naturais.

Compartilhe