Tia Eron propõe campanha de combate ? s drogas

Foi aprovado por unanimidade na Câmara Municipal, o Projeto de Lei nº 308/2003 da vereadora Tia Eron (PRB), que dispõe sobre a instituição de campanha educativa de combate ? s drogas em diversões públicas do município. A vereadora argumenta que segundo pesquisas e estudos médicos realizados, as drogas são responsáveis, direta ou indiretamente, pela maioria das manifestações de violência.

A vereadora destaca que a participação efetiva dos governos pode viabilizar as políticas públicas voltadas ? prevenção e o combate ao uso de drogas nestes locais. ?Acredito que a implantação e disseminação de campanhas de cunho preventivo e informativo nos locais de maior frequência da sociedade soteropolitana, possuem um valor irrefutável, no sentido de reduzir o atual quadro de dependentes químicos?, explica Tia Eron.

A vereadora chama a atenção para as consequências que a dependência química pode gerar como doenças, suicídio, promiscuidade, prostituição, furto, roubo, destruição familiar, tráfico de entorpecente, acidente de trânsito entre outras.

Orientação familiar

Tia Eron ressalta que a família tem um papel crucial na prevenção ao uso de drogas. Enquanto cuidadora afetiva, amorosa e comunicativa, possui mais chances de promover condições para o desenvolvimento saudável dos filhos. Por esta razão os programas para se evitar a dependência química ou física, costumam prever aplicações práticas de orientação familiar. ?A prevenção do abuso de drogas é sinônimo de vida saudável, tão importante para a sociedade. Um programa compreensivo e voltado ? promoção de saúde precisa entender essa fatalidade com a qual convive o ser humano, de buscar prazer em substâncias que produzem algum tipo de sensação, sejam elas lícitas, como álcool e tabaco ou ilícitas, como a maconha, anfetaminas, crack e outras?, explica a vereadora.

O uso de drogas está associado a alguns fatores de risco, como os aspectos culturais, interpessoais, psicológicos e biológicos. Outros pontos estão relacionados como a disponibilidade das substâncias; as leis e as normas sociais; as privações econômicas extremas; o uso de drogas ou atitudes positivas pela família frente ? s substâncias; os conflitos familiares graves; comportamento problemático (agressivo, alienado, rebelde); baixo aproveitamento escolar; alienação; atitude favorável com relação ao uso, início precoce do consumo; susceptibilidade herdada ao uso e vulnerabilidade ao efeito de drogas.

Compartilhe