Integrantes do MPL ocupam a Câmara de Salvador

Um grupo de manifestantes do Movimento Passe Livre decidiu, na tarde desta segunda-feira (22), ocupar as dependências da Câmara Municipal de Salvador para cobrar a intermediação do Legislativo junto ? prefeitura e o apoio dos vereadores ? pauta de reivindicações. O presidente Paulo Câmara (PSDB) se comprometeu a se reunir nesta terça-feira (23), ? s 14h, com os integrantes do MPL para apresentar a pauta de votações da sessão de quarta-feira (24), que será definida na reunião do Colégio de Líderes, ? s 11h de terça, incluindo projetos de mobilidade urbana que tramitam na Casa, de autoria de diversos vereadores.

O presidente assumiu, também, o compromisso de tentar intermediar uma audiência do MPL com o prefeito ACM Neto. Paulo Câmara frisou que a Casa estará sempre aberta e receptiva a discutir as reivindicações do movimento, lembrando que no dia 11 de julho realizou audiência pública, com duração de 4,5 horas, para debater a pauta encaminhada ao prefeito e ao governador.

Prioridades

?Mas é preciso ficar claro que o Legislativo não tem competência legal para decretar passe livre ou redução de tarifa, nem nada que gere despesas para o Município porque é inconstitucional. O que podemos é continuar sendo um fórum permanente de discussão, buscando intermediar a negociação, e avaliar a constitucionalidade dos projetos de mobilidade para colocá-los em votação?, declarou Paulo Câmara.

Os integrantes do MPL entregaram aos vereadores um novo documento, ressaltando os sete itens prioritários, a começar pela redução imediata da tarifa para R$2,50, com o argumento de que a desoneração de impostos federais permite isso. O movimento pede, ainda, a ampliação do Domingo é Meia para os usuários do Salvador Card e o fim da revalidação do Smart Card, entre outras reivindicações.

Compartilhe