Mário Cravo Júnior é homenageado pelo Estado ao completar 90 anos

O artista plástico Mário Cravo Júnior foi homenageado nesta quinta-feira (18) pelo governador Jaques Wagner no Palacete das Artes, no bairro da Graça, em Salvador, durante a abertura do seminário sobre a ?Arte Moderna Brasileira e Baiana?, promovido pelo espaço cultural, juntamente com uma exposição que continua até 1º de setembro, em comemoração aos 90 anos do artista. Também como homenagem, uma sala do Palacete das Artes recebeu o nome de Mário Cravo Júnior.

?Eu agradeço, mas estendo a homenagem a todos os artistas da minha época como Caribé e Carlos Bastos. Este é o primeiro governo que faz isto. Este espaço abriga a arte contemporânea. Quero agradecer, em nome destes amigos, pela colaboração de todos que me fizeram viver e ser o que sou?, disse o artista.

Para o governador, a homenagem é merecida. ?Vamos eternizar também o espaço de criação e ensinamento que é o Parque de Pituaçu. Nossa homenagem maior é cuidar com mais carinho do parque e particularmente do seu espaço?. O secretário de Cultura, Albino Rubim, ressaltou a importância da arte baiana. ?A Bahia é feita por artistas geniais, não é somente política ou desenvolvimento econômico?.

Vídeo e seminário

Durante as homenagens, foi apresentado um vídeo que traça a trajetória de Mário Cravo Júnior. Além da narração do artista plástico, o documentário apresenta relatos da vida e trabalho do escultor, abordados pelo diretor do Palacete das Artes, Murilo Ribeiro, também curador da exposição ?Mário Cravo Jr. Esculturas?.

Até o dia 20, serão realizadas duas mesas redondas abordando desde a Semana de Arte Moderna de 22, passando pelo contexto histórico do Modernismo na Bahia, as transformações socioeconômicas e mudanças políticas. Nesta sexta-feira (19), a partir das 18h30, participam o secretário do Planejamento do Estado, José Sérgio Gabrielli, e o cientista político Paulo Fábio Dantas Neto, com mediação da professora Juciara Maria Nogueira (Ufba).
Já na manhã do sábado (20), ? s 9h30, a pauta central é o \’Modernismo nas Artes\’, com o artista

Compartilhe