Kiki Bispo critica Embasa e Via Bahia por demora na recuperação de trecho da BR-324

O vereador Kiki Bispo (PTN) aproveitou discurso de seu colega Toinho Carolino (PTN) na tarde desta terça-feira (16) para cobrar posicionamentos da Empresa de Águas e Saneamento da Bahia (Embasa) e da Concessionária Via Bahia, em relação ao prazo para o término das obras de recuperação do trecho da BR-324, na altura do Porto Seco Pirajá.

Questionando a demora na solução do problema que aflige moradores, comerciantes e transeuntes daquela localidade, Bispo lembrou as constantes interrupções do abastecimento de água para a população de mais de 20 bairros, por conta dos serviços de escoramento de uma tubulação exposta na cratera que se abriu na pista no km 618 da rodovia. “A Embasa tem deixado a desejar. Tem prestado um péssimo serviço para nossa cidade”, disse Kiki.

Continuando seu discurso de indignação, Kiki Bispo citou a Via Bahia como “parceira” da empresa estatal, no que tange aos transtornos causados para quem precisa trafegar na região afetada pela cratera. “O que a Embasa tem feito com a BR-324 com aquele buraco ‘infindável’, associada com a Via Bahia é um ‘crime’ cometido contra quem precisa trafegar por aquele trecho. O governo do estado tem sido omisso, na medida em que deixa de fazer os investimentos necessários na rede de abastecimento, que está subdimensionada para nossa cidade. É preciso uma intervenção urgente no órgão pelos péssimos serviços prestados ? nossa população?, afirmou Bispo.

Como medida emergencial, Kiki sugere que a Embasa conceda isenção de pagamentos nas faturas dos consumidores, que foram prejudicados com a falta de abastecimento, durante o período em que foram iniciadas as obras até o término da recuperação do trecho da rodovia, que está previsto pela concessionária para o final de agosto desse ano. “Algo deve ser feito para diminuir os prejuízos causados aos consumidores. A Embasa tem sido uma inimiga feroz para a cidade de Salvador”, concluiu.

Compartilhe