Ferroviários em greve há 15 dias param o Largo da Calçada

Os ferroviários da Companhia de Transporte de Salvador (CTS), em greve há 15 dias, onde reivindicam os salários de abril e o cartão alimentação/refeição de maio, se reuniram na manhã desta quinta-feira (23), em assembleia realizada na Estação de Calçada.

Além de traçar diretrizes, os trabalhadores expressaram total insatisfação, sobretudo, com o prefeito ACM Neto e o governador Jaques Wagner, que no dia 22 de abril assinaram um acordo, transferindo a CTS para o estado, mas não trataram sobre a responsabilidade dos pagamentos dos 129 funcionários da empresa.

Portando apito, nariz de palhaço e faixas, com dizeres: ?Ferroviários sem salários, 20 mil suburbanos sem trens? e ?estamos em greve?, os manifestantes marcharam até o largo da calçada, onde pararam o trânsito no local.  A medida serviu para chamar a atenção das autoridades.

Protestos no subúrbio

O ato de protesto na calçada é apenas uma prévia do que acontecerá na próxima terça-feira (28), onde a categoria promete realizar uma grande caminhada no subúrbio da cidade.

Por entender que a falta dos trens causa diversos transtornos a população suburbana, líderes comunitários da localidade se uniram aos ferroviários e prometeram mobilizar os outros moradores para protestarem em conjunto.

O horário e o local do manifesto serão decididos em assembleia, marcada para a próxima segunda (27), ? s 10 da manhã, na Estação da Calçada. 

Compartilhe