Analgésicos aumentam em 50% risco de disfunção erétil

Homens que consomem analgésicos regularmente têm 50% mais risco de
desenvolver disfunção erétil, de acordo com um novo estudo publicado na
revista Spine. As informações são do Daily Mail.

Pesquisadores descobriam que alguns opióides – substância presente
neste tipo de medicamento – , inclusive a codeína, são responsáveis por
esse efeito. Outros opiáceos comuns são hidrocodona, oxicodona e
morfina.

O estudo mostrou que 19% dos homens que tomaram altas doses de
opioides, por pelo menos quatro meses, desenvolveram o problema. Em
comparação, apenas 7% dos que não ingeriram tiveram disfunção erétil.

O estudo realizado com 11 mil homens com dores nas costas também
mostrou que pacientes com mais de 60 anos eram mais propensos a
desenvolver o problema quando comparados aos mais jovens. ?Não há dúvida
de que para alguns pacientes o uso de opioides é apropriado, mas há
cada vez mais evidências de que o uso a longo prazo pode levar ?
dependência, overdoses fatais, apneia do sono, quedas em idosos,
diminuição da produção de hormônios e disfunção erétil?, disse o líder
do estudo Richard Deyo.

Os pesquisadores descobriram ainda que a idade foi o fator mais
significativo para pacientes receberem receitas de analgésicos. Homens
entre 60 e 69 anos tinham 14 vezes mais chances de receber prescrições
desses medicamentos do que homens entre 18 e 29 anos. 

Compartilhe