Ministro César Borges faz apelo para aprovação da MP dos Portos e diz que não há plano B

O ministro dos Transportes, César Borges, fez hoje (18) um apelo ao
Congresso Nacional para que aprove a Medida Provisória 595, a chamada MP
dos Portos, que perde a validade na quinta-feira (16). Está marcada
para hoje uma sessão extraordinária na Câmara dos Deputados para avaliar
a matéria.

Borges chamou jornalistas ao seu gabinete para falar sobre o assunto
e disse que o governo não tem um plano B determinado para o setor neste
momento e aposta na aprovação da MP no Congresso. O ministro não quis
comentar a possibilidade de a matéria ser encaminhada novamente ao
Congresso na forma de decreto ou projeto de lei.

?A determinação da presidenta Dilma é dotar o país de uma
infraestrutura logística competitiva com bases internacionais de
modernidade e fará de tudo para que esse objetivo seja alcançado,
principalmente nos portos. Agora, o que fará caso caduque, não há como
antecipar essas medidas. Primeiro vamos trabalhar com a possibilidade
efetiva de gravação. Se não for, todos vão se debruçar para ver o que
fazer?.

Segundo o ministro, o governo quer que os parlamentares aprovem o
texto do senador Eduardo Braga (PMDB-AM) como foi aprovado na Comissão
Mista que avaliou a MP. ?Não podemos pôr interesses setoriais em cima
dos interesses nacionais?, se referindo aos interesses dos que hoje
detêm a concessão dos portos públicos.

Borges destacou a importância dos portos para o escoamento da
produção nacional. ?Estamos em um contexto de transportes em que o porto
é fundamental. Não adianta ter um volume de mercadorias, um escoamento
por meio de rodovias e ferrovias e ter um entrave nos portos?. 

O ministro lembrou que o texto da MP foi debatido com representantes
de diversos setores da sociedade e com o Congresso Nacional, por isso
ele aposta na aprovação da matéria. ?Quero crer que aprove, porque não
há assuntos fundamentais, não há questões de mérito em discussão?.

Compartilhe