Caloura diz ter sido forçada a lamber pênis e tesítulos de boi em trote

Toda brincadeira tem limite, e segundo uma estudante da Universidade
Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), os veteranos do curso de Agronomia
ultrapassaram totalmente. A jovem afirma ter sido obrigada a lamber
testículos e o pênis de um boi durante o trote.

A estudante, que preferiu não ser identificada, disse ? polícia que
ela e os demais calouros sofreram a humlihação no dia 26 de abril. Os
veteranos do terceiro e do quarto períodos teriam obrigado,
primeiramente, os novos estudante a chupar bolas gelatinosas que seriam
os testículos do animal.

Em seguida, de acordo com informações da advogada da estudante ao
“G1”, eles tiveram de lamber um objeto que, segundo os veteranos, seria o
pênis ereto de um boi conservado com formol. Além disso, ela teve de
bochechar com uma substância roxa que a fez desmaiar.

A advogada entrou com um pedido de medida protetiva na polícia. O
objetivo da denúncia é fazer com que a Uesb abra um processo para apurar
os fatos e punir os envolvidos. A universidade proíbe trotes na
instituição.

Compartilhe