Caso PC Farias: júri ouve segunda testemunha de acusação

Recomeçou por volta das 8h30 da manhã de hoje (7), em Maceió (AL), o
julgamento de quatro acusados de envolvimento no assassinato de Paulo
César Farias, conhecido como PC Farias, e da namorada, Suzana Marcolino,
em 1996. Já foi ouvida a testemunha Milane Valente, ex-namorada do
irmão de PC Farias, Augusto César Cavalcante Farias, que está sendo
ouvido no momento. Devem depor ainda o vigia da casa onde ocorreu o
crime, Manuel Alfredo da Silva e uma namorada anterior de PC Farias,
Cláudia Dantas Buarque de Holanda. Todas as testemunhas são de acusação.

De acordo com a assessoria de imprensa do Tribunal de Júri de Maceió,
a previsão é de que o julgamento prossiga até as 21h, uma hora a mais
do que ontem (6), por determinação do juiz Maurício Breda, da 8ª Vara
Criminal. Ao longo de todo julgamento, que deve terminar na sexta-feira
(10), serão ouvidas 25 testemunhas, entre acusação e defesa.

Os réus são Adeildo Costa dos Santos, Reinaldo Correia de Lima Filho,
Josemar Faustino dos Santos e José Geraldo da Silva, policiais
militares que trabalhavam como seguranças de PC. O Ministério Público
pede a condenação dos quatro por homicídio qualificado. Segundo a tese
do promotor Marcos Mousinho, os quatro participaram do crime, no mínimo,
por omissão, uma vez que deveriam garantir a integridade do empresário.

Compartilhe