Assassinato de PC Farias e namorada começa a ser julgado nesta segunda

Os quatro policiais militares acusados de envolvimento no assassinato
do empresário PC Farias e da namorada dele, Suzana Marcolino, vão a
julgamento a partir desta segunda-feira. O júri será realizado no Fórum
de Maceió e está previsto para começar ? s 13h. O casal foi encontrado
morto em uma casa de praia em Guaxuma, Alagoas, em 23 de junho de 1996.

São réus no processo os PMs Adeildo Costa dos Santos, Reinaldo
Correia de Lima Filho, Josemar Faustino dos Santos e José Geraldo da
Silva. Eles faziam a segurança pessoal de PC Farias na época do crime e
respondem por coautoria no duplo homicídio. Até hoje, quase 17 anos
depois das mortes, o mandante não foi identificado.

O Ministério Público defende que os policiais devem ser penalizados
por omissão, já que teriam presenciado o crime sem fazer nada para
impedi-lo. A hipótese inicial de que Suzana teria matado PC e depois se
suicidado foi descartada por um laudo.

Paulo César Farias foi tesoureiro da campanha de Fernando Collor de
Mello ? presidência da República em 1989. Ele era investigado por
sonegação fiscal, enriquecimento ilícito e falsidade ideológica.

Compartilhe