STF adia julgamento de habeas corpus para o goleiro Bruno

O Supremo Tribunal Federal (STF) adiou nesta terça-feira o julgamento
de um habeas corpus para que o goleiro Bruno Fernandes responda pelo
assassinato de Eliza Samudio em regime semi-aberto.

O pedido foi feito pela defesa do jogador e uma nova audiência está marcada para o dia 7 de maio.

Bruno foi condenado a 22 anos e três meses de prisão.

Compartilhe