Greve da maior companhia aérea da Europa afeta 150 mil passageiros

Somente 32 de aproximadamente 1.800 voos previstos pela companhia
aérea europeia Lufthansa decolaram nesta segunda-feira. O motivo é uma
greve de 12 mil funcionários que afetou mais de 150 mil passageiros.

A paralisação dos profissionais de terra tem como objetivo o aumento
dos salários. Trata-se de uma advertência do sindicato do setor de
serviços alemão Verdi. Eles reivindicam 5,2% de aumento salarial o
melhores garantias de emprego.

Voos vindos e em direção ao Brasil já foram afetados pela
paralisação. Uma aeronave que sairia de São Paulo e iria ? cidade de
Munique, por exemplo, foi cancelada, assim como um que sairia do Rio de
Janeiro em direção a Frankfurt.

Na Europa, passageiros podem trocar suas passagens de avião por
bilhetes de trem. Em março, uma paralisação de advertência já havia
deixado 700 voos da empresa em terra.

Compartilhe