Suspeito de explosões em Boston permanece internado em estado grave

O jovem Dzhokhar Tsarnaev, de 19 anos, suspeito das explosões de
Boston, nos EUA, na última segunda-feira, permanece internado em estado
grave, após perseguição na última sexta-feira.

Ele foi capturado escondido em um barco atrás de uma casa na cidade
de Watertown, próximo a Boston. Ele foi encaminhado para o centro médico
Beth Israel Deaconess, apresentando sangramento e em estado grave,
segundo um porta-voz da Polícia de Massachusetts.

O primeiro suspeito, Tamerlan, de 26 anos, morreu em um tiroteio na
noite da última quinta-feira. Ele já tinha sido interrogado pelo FBI a
pedido de governo russo em 2011. O país temia que Tamerlan Tsarnaev
tivesse ligação com extremistas da Chechênia, seu país de origem.

As explosões que aconteceram na última segunda-feira, durante a Maratona de Boston, deixou três mortos e mais de 170 feridos.

O presidente americano, Barack Obama, declarou na última sexta-feira
que o país descobrirá se os dois irmãos chechenos receberam alguma ajuda
para as explosões.

“Obviamente, nesta noite ainda temos muitas perguntas sem resposta.
Entre elas: por que dois jovens que cresceram e estudaram aqui, como
parte de nossas comunidades e país, recorrem a tal violência? Como eles
planejaram e realizaram esses ataques? E, finalmente, receberam alguma
ajuda?”, questionou o presidente.

Compartilhe