Estudantes pedem status gay no Facebook contra Feliciano

Em ato preparatório para um “beijaço”, que será realizado na próxima
quarta-feira em Brasília, os membros da Assembleia Nacional dos
Estudantes Livre (Anel) pediram aos estudantes nesta semana que alterem
seus status de relacionamento no Facebook para pessoas do mesmo sexo. O
protesto é direcionado ao presidente da Comissão de Direitos Humanos
(CDH) da Câmara dos Deputados, Pastor Marco Feliciano (PSC-SP).

O deputado é acusado de homofobia e racismo por ter postado nas redes
sociais comentários considerados ofensivos a homossexuais e negros. Ele
nega as acusações e já pediu desculpas pelas declarações publicadas na
internet. No dia do beijaço, haverá uma marcha, convocada por
representantes de movimentos sociais, para protestar contra Feliciano. 

Compartilhe