Boston: pai alega inocência de irmãos suspeitos de explosões

O pai dos irmãos acusados pelas explosões na maratona de Boston, que
mataram 3 e feriram 176, alegou a inocência dos filhos, afirmando que
eles foram vítimas de uma armadilha dos serviços secretos americanos,
por serem crentes muçulmanos.

“Creio que os serviços secretos (americanos) montaram uma armadilha a
meus filhos porque são crentes muçulmanos”, declara Anzor Tsarnaev.
“Por que mataram Tamerlan (o mais velho dos irmãos Tsarnaev)? Tinham que
tê-lo prendido vivo”, ele questiona.

Compartilhe