Gaban volta a cobrar o reajuste dos servidores e pergunta: O governo está esperando a PM entrar em greve?

O deputado Carlos Gaban voltou a cobrar do governo do Estado o reajuste dos servidores públicos, na sessão ordinária desta terça-feira (9), na Assembleia Legislativa, argumentando que as transferências do Fundo de Participação dos Estados (FPE) para a Bahia cresceram cerca de 10% no primeiro trimestre do ano. ?Falta de dinheiro não é, é falta de vontade e de respeito?, disse o deputado.

De acordo com matéria publicada no site Bahia Econômica, nos três primeiros meses do ano, a Bahia recebeu R$ 1,36 bilhão nas transferências do FPE, enquanto em 2012 esse montante foi de R$ 1,2 bilhão.

Gaban afirmou ainda que a Polícia Militar já tem assembleia marcada para a próxima quinta-feira (11) para tratar de questões como a falta do reajuste, o não pagamento da URV e a perda da gratuidade no transporte público. ?O governo vai esperar a PM entrar em greve para fazer o que é de sua obrigação??, questionou o parlamentar.

Aumento de cargos ? O democrata voltou a criticar o governo, também, pelas solicitações para criação de novos cargos comissionados. A Bahia é líder no nordeste em número de servidores que não ingressaram através de concurso público e, esta semana, o governo já solicitou a criação de mais 52 cargos. ?Só de REDA já são mais de 25 mil servidores. Esse governo quer ser recorde em tudo que é negativo!?, exclamou Gaban.

Compartilhe