Júri condena Gil Rugai por assassinatos

O júri condenou o estudante Gil Rugai pelo assassinato de seu pai,
Luis Rugai, e de sua madrasta, Alessandra Troitino, ocorrido em março de
2004. O veredicto será lido na tarde desta sexta-feira no Fórum da
Barra Funda. Ainda não se sabe a pena.

O julgamento durou cinco dias. Neste período, foram ouvidas 15
testemunhas, sendo cinco de acusação, sete de defesa e três do juízo,
além do réu, que foi interrogado pelo juiz, por seus advogados e pelo
promotor.

Os jurados acreditaram na tese do promotor, de que Gil teria matado o
casal pois tinha medo de que seu pai levasse adiante a ameaça de
denunciá-lo ? polícia por causa de um desvio de dinheiro ocorrido na
produtora da vítima, a Referência Filmes.

Compartilhe