Luiza critica New Hit e empresas que patrocinam baixaria

Durante discurso no plenário da Assembléia Legislativa da Bahia nesta terça-feira (19), a deputada Luiza Maia falou sobre o julgamento dos integrantes da banda New Hit e do apoio que quatorze entidades dá as manifestações na cidade de Ruy Barbosa, onde a banda está sendo ouvida. ?As vítimas vivem aprisionadas no programa de proteção, o PPCAM, enquanto esses estupradores estão soltos e querendo ser artistas. Acho presidente, que existe uma inversão de valores e quero que essa casa se posicione sobre isso?.  Maia , ainda questionou a  atitude do Tribunal de Justiça. ? Não podemos ficar calados diante da sentença horrorosa do desembargador Lourival Almeida. O  Ministério Público denuncia o bando como criminosos e, no mesmo dia, o TJ  libera para que eles respondam o processo em liberdade. No discurso, Luiza Maia alertou as empresas que patrocinam bandas de pagode baixaria. ?Fizemos comunicado  para Bradesco e Insinuante, ambas  patrocinaram  no carnaval a banda Black Style, que colocou cinco mulheres no trio sem roupa, sem tapa sexo. Eles tem responsabilidade social também. E estamos pedindo para que essas empresas revejam os patrocínios ou vamos desencadear uma  campanha para que mulheres não comprem na lojas e não abram  conta  nesse banco.  São essas praticas que banalizam a mulher e precisamos desconstruir  essa cultura de que mulher é objeto?, finaliza. 

Compartilhe