Senador não acredita em impeachment

O senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) disse, nesta quinta-feira (14), duvidar que a presidente Dilma Rousseff seja capaz de propor a renúncia do procurador-geral da República Roberto Gurgel. Ao discursar da tribuna do Plenário, o senador saiu em defesa de Gurgel e criticou qualquer movimento em prol do impeachment do procurador.

? Na minha opinião e na opinião do PSDB, não há nada na atuação dele que mereça qualquer tipo de censura política por parte do Senado. Duvido que a presidente Dilma tome a iniciativa de propor a destituição de Gurgel. Ela é uma mulher de bom senso e não seria capaz de tamanho desatino, de tamanha loucura – afirmou.

Em aparte, o senador Pedro Taques (PDT-MT) concordou com o colega disse ter certeza de que a presidente não vai patrocinar “um descalabro desse”. Taques lembrou que na República ninguém está acima da lei e todos devem obediência ? Constituição.

? Falar em impeachment, me parece um instrumento de ameaça ? criticou.

Aloysio Nunes lembrou que o Ministério Público tem funções institucionais indispensáveis ? vida democrática e, se existiu algum fato que desabone a conduta de Gurgel, este deve ser submetido ? s leis e ? s instâncias competentes.

Compartilhe