Taxa de juros para pessoa física é a menor desde 1995

A taxa de juros média geral para pessoa física
apresentou redução de 0,01 ponto percentual em janeiro, passando 5,44%
ao mês em dezembro, para 5,43% ao mês em janeiro, a menor desde 1995.
Para pessoa jurídica, a taxa de juros média geral manteve-se estável em
3,07% ao mês, a mesma de dezembro, também a menor desde 1995. O
levantamento divulgado hoje (13) é da Associação Nacional dos Executivos
de Finanças, Administração e Contabilidade.

Três das seis linhas de crédito para pessoas físicas pesquisadas
mantiveram-se inalteradas em relação a dezembro: cartão de crédito
rotativo (juro de 9,3%), empréstimo pessoal feito por bancos (2,93%) e
empréstimo pessoal feito por financeiras (6,96%). Juros do comércio (4%)
e cheque especial (7,77%) tiveram redução, respectivamente de 0,06 e
0,05 ponto percentual. Financiamento de veículos feito por bancos
(1,54%) subiu 0,02 ponto percentual.

Das três taxas de juros cobradas para as pessoas jurídicas, desconto de
duplicatas (2,22%) manteve-se inalterada, conta garantida (5,55%) teve
queda de 0,02 ponto percentual, e capital de giro (1,45%) teve elevação
de 0,04 ponto percentual.

A expectativa associação é que as taxas de juros voltem a ser reduzidas
nos próximos meses “por conta da melhora da economia, pela maior
competição no sistema financeiro – após os bancos públicos promoverem
reduções em suas taxas de juros -, bem como a expectativa de redução dos
índices de inadimplência”.

 

Compartilhe