Perto da folia, Lessa cobra fiscalização do poder executivo

Em entrevista a rádio Cruzeiro Am, na manhã de ontem(06), o vereador e conselheiro do ComCar (Conselho Municipal do Carnaval),  Arnando Lessa (PT), falou sobre os detalhes da organização da folia e suas polêmicas. Durante o encontro, Lessa pediu a atenção do poder executivo para o atual cenário do carnaval da Bahia, que em sua opinião, tem seus espaços públicos privatizados. Lessa cobrou atenção especial para o reordenamento dos vendedores ambulantes, para que a desorganização vista na festa de Yemanja (02 de fevereiro) e lavagem de Itapuã, não seja repetida.

Questionado sobre o projeto do cantor Carlinhos Brow, o Afródromo, Lessa julgou incoerente a proposta do artista, já que o espaço não passa de um circuito privado, e falou da função regulamentadora do ComCar. ?Brow se atrapalhou pelo excesso de vontade. Não discutiu com ninguém do ComCar sobre o projeto. O Conselho existe e tem que ser respeitado?,declarou o vereador do PT.

A criação do circuito Sérgio Bezerra, caracterizado pela apresentação de bandas de sopro e percussão, sem trios, cordas e segurança, e os planos para o próximo ano de folia, também pautaram a entrevista.

 Arnando Lessa falou da necessidade de estimular a fiscalização, desde a venda de espaços e horários dos blocos, excesso de camarotes e publicidade em vias públicas, além do controle de qualidade no comercio informal.

 

Compartilhe