Fabíola Mansur quer restauração de monumento e requalificação de praça em Cosme de Farias

Em estado deteriorado e ancorado por um pedaço de pau, o busto em homenagem a Cosme de Farias (foto), no bairro homônimo, põe em risco a integridade dos transeuntes e frequentadores do Largo onde está localizado. Além de ser um desrespeito ? memória de um grande baiano, que defendeu os desfavorecidos e lutou contra o analfabetismo na Bahia. A denúncia é feita pela vereadora Fabíola Mansur (PSB), que encaminhou ofício solicitando restauração e preservação do monumento e requalificação da Praça ? s Secretarias Municipais de Desenvolvimento, Turismo e Cultura e a de Ordem Pública.

A administração pública, alerta a parlamentar socialista, tem o dever de zelar pelo patrimônio e equipamentos públicos, além da memória de baianos ilustres que deram grandes contribuições ? Bahia.

?Não é só em Cosme de Farias, hoje importante bairro popular da nossa cidade, que registramos esta situação de degradação e falta de segurança. É preciso respeito ? história e ? memória dos ilustres baianos que honraram e publicizaram o nome e a cultura do nosso Estado?, argumenta Fabíola Mansur.

De acordo com ela o descaso se repete em Itapoan, com a estátua de Vinicius de Moraes, criada pelo artista plástico Juarez Paraíso. Inaugurada em outubro de 2003, a praça imortaliza em bronze o Poetinha Carioca, autor da música ?Tarde em Itapoan?, que internacionalizou o bairro. ?No Rio Vermelho, a recém-inaugurada escultura, construída pelo artista Tatti Moreno, em homenagem aos escritores Jorge Amado e Zélia Gathai, foi danificada por atos de vandalismo?, crítica Fabíola Mansur, ao afirmar que o mandato socialista pretende cumprir seu papel fiscalizador e defensor da cultura e história da Bahia.

Cosme de Farias – Major, advogado, jornalista, vereador e deputado estadual, Cosme de Farias teve importante influência na cidade do Salvador, no século passado. Por ter mais de 30 mil causas em defesa dos menos favorecidos, ficou conhecido como advogado dos pobres. Ao fundar a Liga Baiana contra o Analfabetismo, Cosme de Farias empreendeu luta contra uma das piores cegueiras da sociedade. Ele inspirou o escritor Jorge Amado a criar os personagens ?major Damião de Souza?, no Livro Tenda dos Milagres, e ?Cosme?, em Bahia de Todos os Santos. Hoje empresta seu nome ao Plenário da Câmara de Vereadores de Salvador e ? antiga fazenda da família Saldanha, depois Quinta das Beatas, agora bairro popular da capital de comércio ativo e dinâmico, Cosme de Farias.

Compartilhe