?Domingo muito triste?, lamenta vereadora, ao cobrar mais rigor na fiscalização de espaços para eventos em Salvador

Ao solidarizar-se com as famílias das vítimas do incêndio na Boate Kiss, cuja tragédia deixou pelo menos 233 mortos em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, a vereadora Fabíola Mansur (PSB) disse que é preciso mais rigor na fiscalização dos espaços para shows no Brasil.

?Domingo muito triste para todos nós brasileiros com a notícia dessa tragédia. Solidarizo-me ? s famílias das vítimas e ao povo gaúcho?.

A parlamentar socialista informou que vai pedir ? Superintendência de Controle e Ordenamento do Uso do Solo do Município (Sucom), a Vigilância Sanitária e ao Corpo de Bombeiros que estabelecimentos como boates, camarotes e casas de show, além de espaços que recebam grande público, localizados em Salvador, sejam fiscalizados com mais rigor. O objetivo é vistoriar in loco se eles estão atendendo os critérios e normas que garantam segurança aos usuários.

?É preciso, por exemplo, tomar conhecimento se estão respeitando a capacidade de ocupação do espaço, se há a presença de extintores de incêndio, controle que proíba a entrada de produtos que ponham em risco a integridade das pessoas, se existem plano e saída de emergência e evacuação, além de estrutura para funcionamento?.

Para a vereadora, as inspeções devem acontecer com regularidade para evitar tragédias.

?Se o poder público cumprir com sua obrigação fiscalizadora e regulamentadora, fatalidades serão evitadas e vidas poupadas?, alerta a socialista, consternada com o acontecimento no sul do país.
Fabíola Mansur pede ainda mais critério e cuidado nas concessões de alvarás de funcionamento para este tipo de estabelecimento. ?O poder público não pode ser negligente?, pontua a vereadora

Compartilhe