Camaçari: Começa cadastramento de ambulantes

A primeira etapa do cadastramento do
Cidade Legal segue até segunda-feira (28). Realizado pela Prefeitura,
através da Sesp (Secretaria dos Serviços Públicos), o projeto tem como
objetivo reordenar o comércio informal do centro do Município e relocar
os ambulantes para espaços apropriados. 

A vendedora de sorvete Marileide Alves
considera a iniciativa da Prefeitura válida. ?O projeto vai organizar o
comércio e manter as atividades dos trabalhadores informais?, disse a
ambulante, que foi uma das primeiras a realizar o cadastro.

De acordo com a Sesp, o cadastramento
foi dividido em etapas. Neste primeiro momento são atendidos os
ambulantes que trabalham na praça Abrantes e nas ruas da Bandeira e
Getúlio Vargas, e que receberam um convite prévio da Secretaria.

Na terça-feira (29/01), a Sesp inicia a
segunda fase, com a extensão do convite para os ambulantes que atuam nas
ruas Costa Pinto e Castro Alves, ambas no Centro da Cidade.

Há 10 anos no ramo de bijuterias e
acessórios, Rosa Maria da Silva vai se cadastrar nesta sexta-feira
(25/01). Para ela, a iniciativa deve contemplar todos os ambulantes.

Cadastramento

Iniciado na quinta-feira (24/01), o
cadastramento é realizado na Coordenação de Licenciamento e Fiscalização
de Atividades da Sesp, das 8h ? s 11h e das 14h ? s 16h. Para realizar o
procedimento, é necessário apresentar o RG, CPF, título de eleitor,
comprovante de residência, além de duas fotos 3×4.

Os ambulantes ainda farão uma entrevista
com uma assistente social, para identificar o perfil social da família
dos trabalhadores.

Após o cadastramento, os vendedores
informais recebem um crachá provisório de identificação com nome, número
de cadastro, local de atuação e atividade desenvolvida. Concluído o
ordenamento do Centro, a Sesp fará um mapeamento da cidade, a fim de
identificar possíveis locais de comércio informal e prosseguir com a
ação.  

Compartilhe