Gasolina deve subir 5% em 2013, afirma Copom

Depois de não alterar durante 2012 as projeções para os preços da
gasolina, o Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom)
divulgou, nesta quinta-feira, que a projeção no preço do combustível
deve subir em torno de 5% para o acumulado de 2013. A informação foi
divulgada na ata da última reunião do comitê, em que também ficou
definida a manutenção da taxa de básica juros em 7,25% ao ano.

Uma diminuição em torno de 11 % na tarifa residencial de eletricidade
também foi divulgada na ata. A previsão, segundo o Copom, “leva em
conta os impactos diretos das reduções de encargos setoriais
recentemente anunciadas, bem como de revisões tarifárias ordinárias
programadas para este ano”. De acordo com o comitê, as tarifas de
telefonia fixa e o preço do gás se manterão estáveis em 2013.

Por outro lado, o Banco Central (BC) aumentou item a item a projeção
para o conjunto de preços administrados por contrato e monitorados pelo
governo, para o aumulado de 2013, que passou de 2,4% para 3%. Para 2014,
o BC manteve a projeção de reajuste referente ao conjunto dos preços
administrados em 4,5%.

As projeções, segundo o BC, estão baseadas, entre outros itens, em
modelos de determinação de preços administrados, que levam em conta,
entre demais variáveis, componentes sazonais, inflação de preços livres e
inflação medida pelo Índice Geral de Preços (IGP).

Compartilhe