Fundação Cidade-Mãe empossa nova presidente

A administradora de empresas e auditora fiscal licenciada da Sefaz estadual, Risalva Fagundes Cotrim Telles, tomou posse como presidente da Fundação Cidade Mãe (FCM), órgão vinculado ? Secretaria de Promoção Social e Combate ? Pobreza (Semps). Formada em Letras Vernáculas e Administração de Empresas, e pós- graduada em Administração Pública e em Gestão Social, a nova presidente possui larga experiência na área social e em trabalhos desenvolvidos com crianças e adolescentes.

Risalva exerceu, durante seis anos, o cargo de Superintendente de Apoio ? Inclusão Social na Secretaria Estadual de Combate ? Pobreza e ? s Desigualdades Sociais. Na secretaria, criou e implantou programas de apoio ? s crianças e adolescentes em condições de vulnerabilidade e da inserção de jovens no mercado de trabalho.

Desde 2006, realiza trabalhos voluntários com a Fundação Forum Universal das Culturas de Barcelona, Fundação do Governo da Catalunya e Prefeitura de Barcelona. A entidadae proporciona a jovens de diversos países a oportunidade de debater, trabalhar e pensar soluções que afetam a todos, dentro do marco dos Objetivos do Desenvolvimento do Milenio (ODM), apoiados pela ONU.

?Com sua vasta experiência no trato com crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, Risalva certamente vai colaborar de forma efetiva para que os projetos da atual gestão, para esta parcela da população, sejam todos bem sucedidos. Juntos, vamos trabalhar cotidianamente para retirar as crianças das ruas, inserí-las em projetos sociais, para que se tornem cidadãos exemplares e vitoriosos?, pontua o secretario da Semps, Maurício Trindade.

À frente da FCM, Risalva diz que vai trabalhar para a elevação da autoestima das crianças e adolescentes, ?para que passem a acreditar em si mesmos e em suas potencialidades, buscando formas lúdicas de tornar o ambiente da Fundação mais moderno, atraente e acolhedor?. Além disso, planeja promover ações de integração familiar e de capacitação profissional dos jovens, agregada ? inserção no mercado de trabalho dos maiores de 18 anos.

Compartilhe