Famílias de baixa renda tiveram inflação de 6,9% em 2012

O Índice de Preços ao Consumidor ? Classe 1 (IPC-C1), que mede a inflação
para famílias com renda até 2,5 salários mínimos, fechou 2012 em 6,9%, informou
hoje (11) a Fundação Getulio Vargas (FGV). A taxa é superior ? média da
inflação para todas as faixas de renda, medida pelo Índice de Preços ao
Consumidor Brasil (IPC-BR), que ficou em 5,74%.

A
inflação medida pelo IPC-C1 também foi maior do que a observada em 2011
(5,98%). Os principais impactos para a inflação de 6,9% de 2012 vieram dos
alimentos, que tiveram alta de 10,13%, e das despesas diversas, que tiveram
aumento de preços de 12,87%.

As
demais classes de despesas tiveram as seguintes taxas: educação, leitura e
recreação (7,16%), transportes (6,04%), saúde e cuidados pessoais (6,02%),
habitação (4,96%) e vestuário (3,75%). Em dezembro, o IPC-C1 registrou inflação
de 0,76%.

 

 

Compartilhe