Queiroz se sente culpado por crise na família Bolsonaro, diz advogado

Fabrício Queiroz se sente culpado pela crise política pela qual passa a família do presidente Jair Bolsonaro (PSL), informou o advogado do ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (PSL). Ele e o filho mais velho do presidente são investigados pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ), suspeitos de peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

“Queiroz se sente culpado de alguma forma porque foi o pivô disso. Ele não se sente abandonado. Por isso não se revolta, não está chateado”, disse o advogado Paulo Klein, defensor de Queiroz. À Folha, o advogado esclareceu que o ex-assessor não é uma ameaça à família Bolsonaro porque não teria cometido nenhum crime.

Na avaliação do advogado, o MP-RJ não provou a versão de que haveria indícios robustos dos crimes pelos quais Queiroz é acusado.

“O Ministério Público diz que após três meses a defesa não provou que aquela versão é verdadeira. Mas eles, em um ano e seis meses, também não provaram que é mentira. E são eles quem têm que fazer essa prova, não eu”, completou o advogado.

Compartilhe