No Twitter, Bolsonaro diz que é uma honra estar na Blair House

No Twitter, Bolsonaro diz que é uma honra estar na Blair House

O presidente Jair Bolsonaro voltou a postar em sua conta do twitter, neste domingo, 17, logo após desembarcar nos Estados Unidos. Bolsonaro lembrou na rede social que sua estadia na Blair House, residência de hóspedes do governo americano, em frente à Casa Branca, não custará um centavo aos cofres públicos.

“Nos hospedaremos na Blair House. É uma honraria concedida a pouquíssimos Chefes de Estado, além de não custar um centavos aos cofres públicos”, disse. O presidente brasileiro também agradeceu ao governo americano pelo “carinho que nos está sendo dado”.

Bolsonaro afirmou ainda que pela primeira vez “em muito tempo, um presidente brasileiro que não é anti-americano chega a Washington. “É o começo de uma parceira pela liberdade e prosperidade como os brasileiros sempre desejaram”, disse o presidente brasileiro. “É o que viemos buscar”, escreveu ainda.

Bolsonaro disse também que “Brasil e Estados Unidos juntos assustam os defensores do atraso e da tirania ao redor do mundo”.

Compartilhe
Previous Com STF sob ataques, Bolsonaro prega 'união'
Next 'Começo de uma parceria pela liberdade e prosperidade', diz Bolsonaro ao chegar em Washington

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Janot pede 60 dias para investigações contra Aécio sobre Odebrecht

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu a prorrogação por 60 dias do prazo para a conclusão das investigações no âmbito de dois inquéritos instaurados contra o senador afastado Aécio

Cotidiano

Salvador: Prefeitura investe R$ 450 mil em manutenção da iluminação de campos e quadras

Entre novembro de 2017 e abril deste ano, 86 campos de futebol e treze quadras poliesportivas de Salvador passaram por manutenção no sistema de iluminação. Além de propiciar a visibilidade

Política

Cunha terá habeas corpus julgado na 2ª Turma do STF no dia 24

Alvo de quatro ordens de prisão preventiva, o ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ) terá analisado no Supremo Tribunal Federal (STF), no dia 24 de outubro, o pedido